terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Da varinha às palavras

Da varinha as palavras…
De crianca me detinha muito tempo com areia, quando ia a praia. Adorava escrever palavras e desenhar na orla do mar com uma varinha e esperar que o mar levasse a cada uma delas para viajar.
Aquí, hoje não tenho mar, nem areia! Substituo a necessidade das palavras na areia pelo incessante movimento de digitar, escrevendo pensamentos, sentimentos e quem sabe algumas reflexões. Gosto de contar ao papel o que tenho visto, enxergado. Aqui na tela, no computador, sinto que escrever me une à todos os lugares do mundo, como o mar, a areia e o vento.
Ao mar que levou minha palavras, sinto que me as tem devolvido através da chuva. Sensata a natureza, assim como a vida, devolve o que lhe ofertamos.
Há muitas letras aquí, muitas imagens também…mas as palavras essas que saem por meus dedos, são oferendas de criança ao mundo que nos cerca.
De algum lugar no mundo, para mim mesma, para relembrar da beleza infantil que carregamos em nós!
Elaine
 

4 comentários:

Marli Franco disse...

Elaine um texto delicioso!Uma leitura reflexiva com um leque de possibilidades.Aprecio teus trabalhos eles chegam ao coração direto.beijos de violetas e me carinho

VILMA PIVA disse...

Olá Elaine, querida amiga,
Transformação é a palavra que me vem depois dessa boa leitura.
Temos desde a infância um caso com as letras que formam palavras e nos abrem portais para um novo mundo.
Parabéns pelo texto e pela oportunidade de te ler!
Beijos!!

Elaine P Bombicini disse...

Marliiiii,
aos poucos estou me disciplinando,eita trabalho arduo!!! Obrigado por passar querida! um beijo enorme de violetas e muita chuva (adoro chuva), elaine

Elaine P Bombicini disse...

Vilma !! Obrigado por seu carinho sempre presente, como disse à Marli, estou tentando combater os hormônios e pegar forte com a disciplina... o mundo nos aguarda e as letras pela poesia esperam... beijos e sigamos poetando, escrevendo fotografando... beijosssssss